Finalista do prêmio Jabuti deste ano participa da Flip nesta sexta-feira; veja agenda do 3º dia

Date:

Carina Alves é autora do projeto ‘Literatura Acessível, que conta a trajetória de personagens com algum tipo de deficiência que se reinventam através do esporte, da educação e da cultura. Ela vai lançar ‘Sonho de Laurinha’, décimo e último livro da série, na Casa da Cultura. Carina Alves é autora de dez livros infantis que abordam sobre acessibilidade
Divulgação/Pato Filmes
A Festa Internacional de Paraty (RJ), a Flip, recebe nesta sexta-feira (25) Carina Alves, finalista do prêmio Jabuti deste ano na categoria “Inovação”.
Carina é autora e idealizadora do projeto Literatura Acessível, pensado para o público infanto-juvenil, que conta a trajetória de dez personagens com algum tipo de deficiência que se reinventam através do esporte, da educação e da cultura (leia mais sobre no fim desta reportagem).
Carina vai lançar “Sonho de Laurinha”, o décimo e último livro do projeto. O lançamento será na Casa da Cultura, a partir de 17h30. A entrada é gratuita.
O espaço, que fica na Rua Dona Geralda, no Centro Histórico, vai receber além da autora, a co-autora do projeto e membro do Politécnico de Leiria, em Portugal, Célia Souza.
“Queremos sensibilizar a sociedade, começando pelas crianças e jovens, de que o ser humano é diferente e essa diferença que é a nossa riqueza e grande potência”, disse Carina.
A Flip será realizada até domingo (27), trazendo para o centro de seus debates a pluralidade de visões e sensibilidades que estão em jogo na contemporaneidade (confira a programação completa).
Nesta sexta-feira, acontecem cinco mesas da programação principal. Os ingressos para as mesas 10 e 11 já estão esgotados, mas quem não tiver adquirido o ticket poderá assistir de graça na Praça da Matriz, onde foi instalado um telão. As outras três mesas do dia ainda têm ingressos disponíveis (clique aqui para comprar).
Além das mesas, a Flip também conta com outras duas categorias de programação gratuitas: programa educativo e Flip+.
Neste ano, a Flip homenageia a escritora e educadora maranhense Maria Firmina dos Reis, pioneira na literatura antiescravista no Brasil.
Programação do dia
Auditório da Praça da Matriz
Mesa 6: Ainda longos combates (10h)
Mesa 7: Dança a palavra (12h)
Mesa 8: O que deixaram para adiante? (15h)
Mesa 9: E se eu fosse (17h)
Mesa 10: Do mal que tu me deste… (19h)
Mesa 11: Livre e infinito (20h30)
Tambor de Crioula Prazer de São Benedito (22h)
Central Flipinha, no Centro Histórico
Central Flipinha e Pés de Livro (8h30 – 16h30)
Yoga e Meditação – Meditação Indiana (8h)
Roda de conversa: Conversa à beira-mar (9h)
Mesa 3: Saudando as mais velhas (10h30)
Oficina: Alinhavando histórias com afeto e bordado (13h30)
Mesa 4: Ler com o corpo (15h30)
Praça Aberta, Pontal
Jogo “Se joga no livro!” (10h – 21h)
Casa da Cultura, no Centro Histórico
Mesa: Democracia e Redes Sociais – O paradoxo democrático do advento das redes sociais e o papel da cultura e da ciência (13h)
Ed. Casa 1 – Lançamento e sessão de autógrafos de livros infantis (14h30)
Ed. Casa 2 – Lançamento e sessão de autógrafos de livros científicos e de ficção (16h)
Ed. casa 3 – Lançamento do livro “O sonho de Laurinha” (17h30)
Cinema da Praça, no Centro Histórico
Os Anos da Super 8 (15h)
Clarice Lispector – a descoberta do mundo (17h)
Doutor Gama (20h)
Auditório do Areal, Pontal
A escrita de Annie Ernaux e Didier Eribon (11h)
Mesa: A flâneuse e o direito à vagabundagem (12h)
Mesa: Erotismo e liberdade (13h)
Lançamento do livro “Paraty, cidade patrimônio de todos” (14h30)
Além do que os olhos podem ver: leitura acessível para todos no mundo digital (17h30)
Cia das letras | Autógrafos Andrea Del Fuego + Pedro Rhuas (19h)
Laranja original (20h30)
Projeto ‘Literatura Acessível’
O projeto Literatura Acessível foi criado em 2014 a partir da dissertação de mestrado da Carina. Ela se propôs a contar dez histórias de pessoas com deficiência que se ressignificaram através do esporte.
“Uma professora da banca me questionou sobre o que faria com o material e ela disse ‘pense nas crianças’. Dali saí com essa ideia de pensar nas crianças, o que poderia fazer e veio a ideia de escrever livros infantis”, lembrou a autora.
O primeiro livro “A Menina que perdeu a perna” foi publicado no mesmo ano da conclusão do mestrado da Carina, em 2014.
Atualmente, já existem nove livros publicados. Um diferencial nas obras é que todas estão disponíveis em braile, libras, audiodescrição, fonte ampliada e pictograma. O material é distribuído gratuitamente em escolas e bibliotecas públicas.
“Temos como objetivo, por meio do projeto, entrar dentro das escolas e bibliotecas públicas, com foco nas crianças e jovens, de maneira que a gente consiga sensibilizar esse público com ou sem deficiência sobre a questão da diversidade humana, que é onde mora a nossa riqueza, nas diferenças, conta Carina.
Ao longo desses anos, inúmeras crianças e jovens foram presenteados com as obras do projeto Literatura Acessível.
“Quando fiz o primeiro livro, já pensei em fazer os dez, por conta das dez histórias que contei na dissertação de mestrado. Agora, em 2022, lanço o décimo livro na Flip e fecho esse ciclo do projeto Literatura Acessível na perspectiva da acessibilidade”, comentou Carina.
Depois do lançamento, Carina e Célia vão participar de um debate com a secretária de estado de Cultura e Economia Criativa, Danielle Barros, e com o diretor de teatro, Vinicius Soares. A roda de conversa tem como tema xenofobia, inclusão e suas tramas.
O projeto Literatura Acessível foi escolhido como uma das principais atividades no mundo voltada para educação. A autora recebeu o Prêmio Confúcio de Alfabetização em uma cerimônia realizada em setembro deste ano, na Costa do Marfim. O evento é organizado pela Unesco e contempla ações que são destinadas ao fortalecimento da educação.
Também neste ano, o Literatura Acessível foi um dos finalistas do prêmio Jabuti. O projeto concorreu na categoria “Inovação”.
Clique aqui e siga o g1 no Instagram
VÍDEOS: as notícias que foram ao ar na TV Rio Sul

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Share post:

Inscreva-se

spot_imgspot_img

Popular

More like this
Related

Bandidos tentam assaltar bar em Barra do Piraí

Proprietário entrou em luta corporal com um dos ladrões,...